O Papão da Curuzu e a Guerra do Paraguai

paysandu

O que a Guerra do Paraguai (1864) tem a ver com o Paysandu Sport Club? O estádio do Paysandu está localizado no bairro do Marco em Belém do Pará. Muitas ruas receberam denominações em referência a episódios e a combatentes da guerra. A avenida Almirante Barroso foi em homenagem ao comandante da batalha de Riachuelo que deu vitória ao Brasil. A rua Barão do Triunfo recebeu essa denominação para lembrar o militar que liderou as tropas brasileiras na batalha de Tuiucué. A rua Humaitá foi a mais temida fortificação Paraguaia e a travessa Itororó foi a primeira batalha do que ficou conhecido como dezembrada, uma série de lutas que enfraqueceram o exército paraguaio. 

guerra

A rua Lomas Valentina refere-se  à localidade onde foi erguido um novo quartel do Paraguai depois de uma derrota para as tropas brasileiras. A travessa Angostura foi um forte ocupado pelo exército brasileiro.  A rua Perebebui foi uma batalha estratégica para o controle da capital do Paraguai. A travessa Vileta foi um porto tomado pelo exército brasileiro. A rua Visconde de Inhaúma homenageia o Ministro da Marinha que comandou a esquadra brasileira em operações da guerra.  Marques de Herval foi comandante da cavalaria brasileira e denomina uma outra rua do bairro. A avenida Duque de Caxias é em homenagem ao general do Exército brasileiro. E a rua Curuzu, onde está fortificado hoje o quartel-general do Papão da Curuzu?

curuzu

Curuzu foi uma grande batalha da Guerra, ocorrida entre 1º e 3 de setembro de 1866. Às 7: 30 da manhã, a esquadra brasileira, com vários encouraçados, atacou o forte de Curuzu e após 3 dias de batalha, o forte foi dominado pelo exército do Brasil. A Guerra do Paraguai foi o maior conflito bélico já ocorrido na América do Sul, o Paraguai saiu destroçado com 80% de sua população morta, um triste momento da história daquela, então, jovem e próspera nação. A guerra foi motivada por interesses econômicos pelo controle da região do Rio da Prata no Sul das Américas.

2003: Segunda Guerra entre  Brasil e  Paraguai

No ano de 2003, pela Guerra das Libertadores das Américas, estiveram em campos opostos novamente Brasil e Paraguai. O exército brasileiro foi representado pelo Paysandu Sport Club, no campo oponente, o time Paraguaio Cerro Porteno. A batalha se deu no Estádio do Mangueirão e não foi o primeiro embate entre os times, em 1957 o Papão já havia goleado o Cerro por 3 X 0. Os Portenhos achavam que, na Libertadores, iriam dar o troco, mas o time paraense estava bem armado e aplicou uma fragorosa derrota de 6 a 2 no adversário.

jogo papão

Na batalha do Mangueirão o Papão da Curuzu conseguiu um feito jamais realizado por outro time da região norte, seguiu na competição da Libertadores da América. Não chegou ao final, mas se depender do espírito guerreiro do Paysandu, esta batalha ainda vai ser ganha. Avante bicolores!

Anúncios

3 respostas em “O Papão da Curuzu e a Guerra do Paraguai

  1. Só faltou dizer que o nome do clube também é uma referência a uma Batalha travada em solo Uruguaio na época do Guerra do Paraguai, que envolveu o Brasil e os Países da Bacia Hidrográfica do Rio da Prata. Em janeiro de 1865 o Exército Brasileiro tomou a cidade de Payssandú após um longo cerco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s